Desembargador critica TJPB ap√≥s mais de 10 ju√≠zes se averbarem suspeitos para julgar ações criminais decorrentes da Operação Calv√°rio

"Est√° se tornando uma situação vergonhosa e vexat√≥ria', lamentou Ricardo Vital de Almeida, relator de ações da Operação Calv√°rio

Por Redação - Além do Fato em 18/03/2023 às 01:10:37

A Operação Calv√°rio é uma investigação que apura um esquema de corrupção e desvio de recursos públicos na Paraíba. Desde que a operação foi deflagrada, em 2018, v√°rios juízes que foram designados para julgar as ações relacionadas ao caso pediram para se declarar suspeitos.

O motivo desses pedidos é que muitos dos juízes t√™m relações pessoais ou profissionais com pessoas envolvidas no esquema investigado pela operação. Alguns deles, por exemplo, foram indicados para cargos públicos por políticos que estão sendo investigados, o que pode comprometer a sua imparcialidade no julgamento das ações.

Os pedidos de suspeição foram sendo aceitos pela Justiça, e v√°rios juízes j√° foram substituídos por outros magistrados para julgar as ações da Operação Calv√°rio. No entanto, a sucessão de pedidos de suspeição tem gerado críticas por parte de alguns setores da sociedade paraibana, que questionam a efetividade da Justiça no combate à corrupção.

Alguns advogados envolvidos no caso alegam que os pedidos de suspeição são legítimos e que os juízes estão agindo de acordo com o Código de Processo Civil, que prev√™ a suspeição de magistrados em casos de interesse pessoal no julgamento da causa. Porém, outros setores da sociedade questionam se não haveria uma estratégia dos réus para atrasar o andamento das investigações.

Durante sessão do Pleno do Tribunal de Justiça da Paraíba, os desembargadores comentaram a divulgação pela imprensa sobre o grande número de juízes se declarando suspeitos para julgar ações criminais decorrentes da Operação Calv√°rio.

O desembargador M√°rcio Murilo iniciou o debate fazendo uma reflexão sobre as interpretações em relação as razões que levam os magistrados a se declararem suspeitos para julgar as ações.

O desembargador Ricardo Vital de Almeida, relator de ações da Operação Calv√°rio no Tribunal de Justiça da Paraíba, pediu a palavra e foi contundente:

"Senhor presidente pela ordem. Senhor presidente tão só, e unicamente, para acostar-me integralmente as palavras do desembargador M√°rcio Murilo. Est√° se tornando uma situação vergonhosa e vexatória. Pronto e ponto. Ali√°s instalada j√°, não se tornando, est√° instalada j√°", comentou o magistrado.

Independentemente das motivações por tr√°s dos pedidos de suspeição, o fato é que a Operação Calv√°rio continua em andamento e os investigados seguem sendo julgados. Resta saber se os novos juízes que assumiram as ações serão capazes de conduzir os processos de forma imparcial e efetiva, garantindo que a Justiça seja feita no caso.




Comunicar erro
Governo Federal

Coment√°rios