PMJP - Julho

Deputada Federal Eliza Virginia acusa Wesley Safadão de erotização infantil e encaminha denúncia ao Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos

Por Redação - Além do Fato em 26/07/2022 às 01:00:49

Wesley Safadão está retomando aos poucos a rotina de shows e ensaios após passar por uma cirurgia para retirada de uma hérnia de disco no último dia 7 de julho. Se recuperando, o cantor começou a trabalhar na divulgação de seu novo hit, "Macetando". Especialistas em educação infantil, entretanto, acusam Safadão de erotização infantil por um vídeo divulgado em suas redes sociais.

No último domingo, o cantor compartilhou um vídeo em seu Instagram em que aparece dançando ao lado da filha, Ysis, de 8 anos, para divulgar a música. "Em qual cidade eu devo gravar o clipe de #Macetando? Responde aí nos comentários!", escreveu na legenda da postagem.

Após a repercussão do video, a deputada federal Eliza Virgínia (PP-PB) encaminhou uma denúncia, ao Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MDH), contra o cantor Wesley Safadão, por suposta erotização infantil em um vídeo compartilhado pelo artista nas redes sociais e que envolve a filha do cantor. A publicação tem a ver com divulgação da música "Macetando", que contém letras aparentemente inadequada para menores.

No ofício encaminhada à ouvidoria do MDH, Eliza Virgínia alega que o material contém "evidente erotização infantil", o que segundo ela fere o Estatuto da Criança e do Adolescente – Eca, quando, no art. 3º, estabelece que a criança e o adolescente gozam de todos os direitos fundamentais inerentes à pessoa humana, sem prejuízo da proteção integral".

A denúncia foi encaminhada ao ouvidor do MDH, Nabih Henrique Charim, que segundo Eliza Virgínia já acusou recebimento do material.

"Wesley safadão, artista tão aclamado por essa geração, faz jus ao seu nome artístico, agora evolvendo sua filha, menor, em suas músicas que fazem alusão obscena, conotações sexuais explícitas! Isso é um absurdo! Não me calarei diante de tamanha barbaridade. Sabemos que esse "artista" tem grande influência, portanto deve ser corrigido de maneira exemplar e pública, para desencorajar os fãs de carteirinha na sexualização de suas próprias crianças. Como parlamentar, me sinto comissionada a denunciar e cobrar providências para absurdos como esse!", escreveu eliza.

Comunicar erro
Governo Federal

Comentários