Nike proíbe que brasileiros personalizem camisas oficiais da seleção com os nomes: Jair Bolsonaro, Cristo, Messias ou Jesus

Por Redação - Além do Fato em 16/08/2022 às 18:34:02

A Nike, produtora oficial do uniforme da seleção brasileira de futebol, proibiu que as camisetas do time sejam personalizadas pelos brasileiros com o nome de algum candidato que disputa a presidência da República deste ano.

Segundo a empresa, os brasileiros não poderão personalizar a camiseta que será usada pelos jogadores da seleção brasileira na Copa do Mundo 2022, no Qatar, com referências aos candidatos Lula (PT), Bolsonaro (PL) e Ciro Gomes (PDT). A medida também proíbe a personalização das camisetas com palavra como "mito", usada pelos apoiadores do presidente, ou PT, que faz referência ao partido de Lula.

Como justificativa, a Nike informou que "não permite a personalização dos seus produtos com palavras que possam conter qualquer linguagem religiosa, política, racista ou mesmo insultuosa".

Apesar da proibição, é possível encontrar camisetas da seleção brasileira personalizadas com os candidatos Lula e Bolsonaro em variados sites de compras online.

Comunicar erro
Governo Federal

Comentários