PMJP - Maio

Livânia Farias reafirma que dinheiro desviado pela Organização Criminosa financiou parte da campanha do governador João Azevêdo

Por Redação - Além do Fato em 09/05/2022 às 00:37:45

Documentário lançado na última quarta-feira, procura mostrar como a Operação Lava Jato pode ter "contaminado" o sistema judiciário brasileiro, a partir da investigação sobre caso ocorrido recentemente na Paraíba.

No episódio 7, intitulado "As Cartas de Livânia", a ex-secretária de administração do Estado, Livânia Farias, acusa diretamente o governador João Azevêdo de haver negociado a sua prisão.

A certa altura de sua fala a ex-secretária de Estado detalha: "Eu tenho umas divergências com relação a essa questão de onde veio a pressão (para que ela fosse presa). Tenho a certeza de que a minha prisão foi negociada pelo atual governador. Agora, eu não tenho nenhuma dúvida de que o governador negociou a minha prisão. Nenhuma!".

Ainda no mesmo episodio, a ex-secretária confirma que o atual governador recebeu dinheiro desviado pela Organização Criminosa para uso pessoal e para financiar parte da campanha eleitoral.

"É inadmissível que o governador esteja no poder sem uma denuncia, e eu com dezesseis. O dinheiro não foi para minha casa, o dinheiro foi para ele. Pra uso pessoal e uso na campanha dele", disse Livânia.

O blog Além do Fato entrou em contato com a Secretária de Comunicação Institucional do Estado (Secom), mas até o fechamento da matéria, não obteve resposta.

Comunicar erro
Governo Federal

Comentários