PMJP - Maio

Gabinete de Segurança Institucional da Presidência revela que um publicitário sugeriu envenenar Jair Bolsonaro durante passagem no Nordeste

Por Redação - Além do Fato em 08/05/2022 às 00:04:00

Na noite da última quinta-feira (05), o cozinheiro de um restaurante em João Pessoa, na Paraíba, precisou provar a comida que seria oferecida ao presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, antes de ele comer. O caso aconteceu no restaurante Formaggio 43, especializado em massas.

De acordo com o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI) após identificar ameaças através das redes sociais, a Polícia Federal esteve na residência de um morador de Caicó (RN), estado próximo a Paraíba (PB) há 60 dias, para buscar esclarecimentos sobre ameaças ao presidente Jair Bolsonaro (PL). Identificado como Bismarck Victor Diniz, o publicitário sugeriu em redes sociais que alguém deveria aproveitar a estadia de Bolsonaro no município para envenená-lo.

"Quem será que vai fazer o serviço de colocar veneno? Faz falta alguma. É até um serviço de bem pra sociedade", escreveu Bismarck na publicação que deu origem ao caso.

Procurada, a Polícia Federal não respondeu até o fechamento desta reportagem.


Comunicar erro
Governo Federal

Comentários